Sorria, sem motivo, com motivo, sozinho, ou quando alguém faz você rir. Apenas sorria, o sorriso abre portas, contagia, diverte!

Páginas

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Gerações

Confesso que tenho muito medo das novas gerações desse nosso mundo. Gerações que já nascem com as mãos nos computadores que são cada vez mais presente nas nossas vidas.
Já presencio crianças dizendo que a escola não serve para nada. Essa raiva se deve ao já ultrapassado modelo escolar brasileiro que afasta os alunos.
Por outro lado esses mesmo alunos não percebem que sem essa escola, não teriam nada na vida. Não teriam conhecimento nem sabedoria. Também não percebem que se não fosse a escola não teriam os tão preciosos amigos.
Não percebem que tudo que sabem até hoje foi por culpa da escola. E por que não percebem isso? Porque estão ocupados demais bebendo, usando drogas, fumando ou apenas contando vantagem sobre o amigo que "pegou" menos meninas que ele. Ou no caso das meninas, contam os meninos. Pensam que quando quiserem podem começar a se importar com a vida. Sempre haverá as pessoas que farão o que gostam e ainda receberão muito por isso. Mas isso representa apenas 10% dessa geração.
Os outros 90% cairão na realidade pouco a pouco e muitos não conseguirão viver nessa realidade.
Tenho medo dessa geração que não se importa com nada. Que joga tudo nas mãos dos outros sem se importar se isso o afetará de alguma maneira.
Apesar de jovem, já estudei sobre como os jovens lutaram no nosso país. Como tiveram coragem e atitude para defender o que pensavam ser a coisa certa. A minha geração e as seguintes, mal se importam como está tudo isso. Se está bem ou mal, certo ou errado. Só querem saber de qual novidade tecnológica poderão comprar ou não. Qual a próxima festa ou qual a próxima bebedeira.
Realmente tenho medo do futuro do país. Espero que as exceções apareçam a salvem nosso país de um futuro terrível. De um futuro que tenho medo que um dia possa chegar.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Talvez seja isso

Talvez agora eu descobri o motivo para que todas as mulheres só me vejam como amigo. Ser gentil, atencioso, romântico, cavalheiro. Talvez tudo isso seja o motivo.
Mas não é culpa minha. E também não é culpa delas. Na verdade, não sei ao certo de quem é a culpa. talvez da sociedade que criou a ideia que homens gentis ou são gays ou são apenas amigos. E a mesma sociedade as acostumou com isso.
Eu poderia ter vivido na época que abrir a porta para ela, comprar flores ou elogiar não era visto como desconfiança ou estranheza. Ah! E tenho minhas dúvidas se eu estaria melhor agora ou em utra época.
Ou tudo isso que foi escrito até agora, é apenas drama de minha parte solitária. Drama desse eterno apaixonado que a mais de um ano escreve para tentar jogar para fora as angústias.
Talvez seja isso tudo que me tira a concentração diariamente. Mas como sempre, continuo de cabeça erguida, sorrindo e cantando!

domingo, 7 de agosto de 2011

Inevitável

Isso pode apenas parecer drama vindo da minha pessoa, mas não importa a época da música, sendo romântica, ela me derruba. Ainda mais com você na cabeça.
Sim, isso é inevitável. Talvez por ouvir essas músicas e imaginar o futuro ao lado de alguém. Ao seu lado! E não pense que ficar triste é apenas uma escolha. É muito mais do que isso.
Começa com saudade, depois passa para vontade. Em seguida vem as perguntas, e por fim existe o isolamento.
Talvez a parte mas difícil disso seja achar respostas para todas as perguntas.
Mas sempre será inevitável não me sentir assim.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Sua foto

Pode parecer bem estranho, mas essa noite eu fiquei olhando a foto que você me mandou. Tentando me imaginar ao teu lado, como seriam as coisas, os momentos, as atitudes.
E até num ato de desespero, comecei a passar meus dedos sobre a tela do celular imaginando que naquele momento eu estava fazendo carinho em você. E num ato mais desesperado ainda, beijei a tela do celular esperando que você poderia sentir. Pedindo que tudo ficasse bem para você, que esses seus dias nublados, fossem embora logo.
Fiquei olhando sua foto por bastante tempo. Parava de olhar, mas logo eu voltava a admirar aquele teu sorriso. Não sei se falo tudo isso para você, ou se guardo apenas para mim. Mas, se eu estou escrevendo, a possibilidade de você ler é bem grande. Isso deve ser uma forma de tentar te dizer sem realmente te dizer.
A sua foto, ficará para sempre comigo. Porque sempre que eu precisar, eu vou olhar.